HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta das 7:30hrs as 21:30hrs e aos sábados das 8:00hrs às 17:00hs

  • LinkedIn ícone social
  • Blogger Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
Nossas Redes Sociais

Rua Emílio Mallet, 1377 - Tatuapé - SP

Tel: 11-2609.7396

A importância da avaliação Neuropsicológica nos casos de suspeita de Demência

O envelhecimento da população pode ocasionar aumento da prevalência das doenças neurodegenerativas, sendo a Doença de Alzheimer (DA) a forma de demência mais frequente. 


No caso das Demências, há deterioração das habilidades cognitivas como memória, atenção, linguagem, praxia, funcionamento executivo, desorientação, alterações no pensamento e no comportamento. Essas alterações representam um declínio importante se comparado a como o indivíduo era anteriormente e comprometem o funcionamento ocupacional/social/educacional.


A avaliação neuropsicológica é um procedimento que auxilia na investigação das relações entre cérebro e comportamento, especialmente, das disfunções cognitivas associadas aos distúrbios do Sistema Nervoso Central (Spreen & Strauss, 1998). O método utilizado pela neuropsicologia é a investigação das funções cognitivas, tais como: a memória, a atenção, a linguagem, as funções executivas, o raciocínio, as práxias e as gnosias. Ela ajuda a quantificar o grau de declínio cognitivo em pacientes com demência, principalmente nos casos precoces, quando os distúrbios funcionais e comportamentais ainda estão ausentes. A avaliação neuropsicológica auxilia na diferenciação primária entre demência, comprometimento cognitivo leve, distúrbios psiquiátricos (p. ex. depressão) e outras síndromes neuropsicológicas focais, tais como: amnésia, apraxia, agnosias...


Por isso, se houver indicação ou se o idoso apresentar algumas destas dificuldades apresentadas e observarem que estas dificuldades estão piorando progressivamente, procure um especialista.