HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta das 7:30hrs as 21:30hrs e aos sábados das 8:00hrs às 17:00hs

  • LinkedIn ícone social
  • Blogger Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
Nossas Redes Sociais

Rua Emílio Mallet, 1377 - Tatuapé - SP

Tel: 11-2609.7396

Stress, envelhecimento e excesso de peso

O cortisol é um hormônio corticosteroide produzido pela parte superior da glândula supra-renal. Este hormônio está diretamente envolvido na resposta ao estresse, pois ativa respostas do corpo diante de situações de emergência, transmitindo impulsos nervosos ao hipotálamo para ajudar na resposta física aos problemas. Desta forma, há o aumento da pressão arterial e do nível de açúcar no sangue, propiciando portanto, energia muscular para a fuga.

Embora o cortisol seja necessário em nosso organismo, quando este se encontra em excesso no sangue, poderá causar danos a saúde. Por isso, em casos de estresse prolongado, o organismo terá seus processos fisiológicos desregulados, aumentando o risco de: obesidade,hipertensão, diabetes, infarto, AVC, aumento do colesterol, elevados indices de triglicerídios, sistema imunológico baixo, alteração dos padrões de sono, dores musculares, fibromialgia, depressão, entre outros.

Outra questão importante relatada pela autora, é o risco do estresse afetar funções cognitivas como memória, atenção e a capacidade de aprendizagem do indivíduo. Já que a exposição a longo prazo ao cortisol resultará na danificaçao das células do hipocampo, por exemplo. Deixa-se claro, porém, que através da avaliação neuropsicológica (realizada na Clínica Sociale), podemos identificar quais funções estão prejudicada ou não e se isso está relacionado ao Estresse ou a outros fatores.

A questão do "branco" antes de provas, também é pontuada pela autora como provocada por níveis de estresse elevados e que após a prova, vem à tona todos os conteúdos momentaneamente esquecidos.

A relação entre estresse e cortisol é tão grande, que é possivel medir o nível de estresse através da taxa de cortisol na saliva. No entanto, o exame mais comum para detectar sua taxa é o de sangue.

A autora aponta a relação entre o estresse e a obesidade, já que o organismo acumula açúcar no sangue para prepará-lo para a fuga ou luta, durante uma exposição prolongada ao estresse. Sendo assim, quem vive constantemente sob pressão, não consegue obter bons resultados no processo de emagrecimento, devido ao açúcar constantemente liberado no sangue.

O envelhecimento, outro ponto citado pela autora, também é influenciado pela exposição ao estresse e aumento no nível de cortisol no sangue; já que altas taxas deste hormônio não facilita o rejuvenescimento da pele. 

Portanto, para ter um envelhecimento saudável, um corpo e mente saudáveis, um desempenho acadêmico e profissional mais eficaz, assim como uma vida satisfatória em todos os aspectos, é extremamente necessário rever seu estilo de vida e saber administrar o estresse.

A autora dá dicas para manter nosso corpo e mentes saudáveis. Estas e outras dicas, já foram colocadas em artigos anteriores e devem ser seguidas regularmente:

- consumir proteína magra, 
- praticar exercícios físicos, fazer caminhadas...
- dormir bem,
- fazer meditação, musicoterapia, técnicas de respiração, massoterapia, pilates, yoga...
- ter uma alimentação rica em omega 3 (encontradas nos peixes como o salmão e o atum), incluir também magnésio, vitamina C, fosfatidilserina na dieta ( consulte um nutricionista)
- fazer psicoterapia,
- manter-se positivo em relação a vida...


Aqui na Clínica Sociale você encontrará tudo que precisa. Temos profissionais especializados em Psicologia, Yoga, Pilates, Massoterapia e muito mais.
Não deixe que o Stress influencie no seu desempenho acadêmico, no trabalho, na vida social e principalmente na sua saúde. Procure atendimento já!


CLÍNICA SOCIALE - 2609.7396 ou 99575.2401 

Trechos retirados do artigo de Soraya Rodrigues de Aragão:Leia aqui!