HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta das 7:30hrs as 21:30hrs e aos sábados das 8:00hrs às 17:00hs

  • LinkedIn ícone social
  • Blogger Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
Nossas Redes Sociais

Rua Emílio Mallet, 1377 - Tatuapé - SP

Tel: 11-2609.7396

Pensamentos e Emoções 

Entenda a influência das emoções e do pensamento na intensificação do estresse e nas alterações corporais 

Sabe-se atualmente que o medo, a ansiedade e o pânico são decorrentes da ativação intensa da reação de luta-ou-fuga dos momentos de estresse. Essa reação, quando se torna patológica, provoca a danificação das células cerebrais envolvidas na memória verbal, que é explícita e consciente (hipocampo). 
Nesse caso, ocorre esquecimento de fatos, de pessoas e até perda completa da memória.

Essa reação de luta-e-fuga intensifica ainda a memória emocional e implícita (amígdala cerebral), que está relacionada com as estruturas inferiores da atividade cortical, próprias do comportamento emocional instintivo. Nesse nível de atividade nervosa, a expressão é rudimentar e não-verbal: as reações são sentidas corporal e emocionalmente, e os estímulos produzem “tensão muscular, alterações na pressão sanguínea e nos batimentos cardíacos e a liberação de hormônios, dentre outras reações cerebrais e corporais.
Essa maneira do cérebro funcionar por meio de mensagens nervosas explica o porquê das pessoas alterarem sua atividade cerebral e corporal com seus pensamentos, especialmente quando estão sofrendo flutuações afetivas e emocionais (tristeza, autodepreciação, culpa, angústia, ansiedade, medo, entre outras), causadas por pensamentos disfuncionais. Estes pensamentos fazem com que seja disparada a liberação de substâncias químicas no cérebro e no corpo (neurotransmissores e hormônios) que modificam o comportamento, tal como se fossem fatos externos, concretos, porque os sistemas de pensamento e percepção compartilham o mesmo ambiente neurológico.
As mudanças emocionais e no pensamento também podem ocorrer em situações de estresse, devido às alterações corporais (postura, funcionamento alterado do estômago, padrão energético etc.), porque corpo, mente e emoções fazem parte de um mesmo sistema cibernético.
Use sua inteligência emocional e aprenda a controlar as reações nervosas emergenciais e impulsivas, para que as respostas comportamentais sejam inteligentes e comandadas pela via cortical superior. A utilização intensa da reação de luta-ou-fuga, comum nos processos de estresse, trazem inconvenientes nas respostas comportamentais das relações sociais, na atividade do pensamento e tendem ao desenvolvimento de doenças físicas (somatizações).

Então, cuide-se!!!
Procure um Psicólogo Cognitivo Comportamental para que possa te auxiliar nestas mudanças!!!

Trechos retirados do livro: "Crenças que promovem a Saúde"

DISCALULIA OU TRANSTORNO DA MATEMÁTICA